Unifacig

Agronomia ou zootecnia? Veja como escolher a melhor opção!

O Brasil é um dos maiores produtores agropecuários do mundo, o que significa que o agronegócio é o responsável por movimentar grande parte da economia do país.

O crescimento constante dos dois setores citados acima reflete diretamente na oferta de empregos e constrói boas perspectivas para os profissionais da área — é justamente por isso que, recentemente, tantos jovens estão cogitando cursar agronomia ou zootecnia.

Se você está pensando em seguir algumas dessas carreiras, mas ainda está cheio de dúvidas, então não perca esta leitura. Neste texto, além de explicar a diferença entre agronomia e zootecnia, nós também mostraremos algumas dicas para escolher a profissão ideal. Confira!

O curso de agronomia

A função dos profissionais dessa área, intitulados de engenheiros agrônomos, é trabalhar para conservar e, se possível, melhorar a qualidade e a produtividade das plantações e do rebanho. Ou seja, o curso de agronomia abrange o acompanhamento de toda a cadeia de produção agroindustrial, assim como a administração de negócios agropecuários.

O curso superior de agronomia é oferecido em dois níveis: bacharelado e tecnólogo. Nos dois primeiros anos de curso, os alunos estudarão as ciências biológicas e exatas. É somente após esse período que as disciplinas específicas começam a ser lecionadas, como ciência do solo, agricultura, gestão e administração.

Para os alunos que querem botar as mãos na massa logo cedo, aqui vai uma ótima notícia: a maioria das aulas do curso de agronomia são práticas e acontecem em laboratórios ou fazendas experimentais.

O curso de zootecnia

Ao contrário do engenheiro agrônomo, a atuação do zootécnico se limita à criação de animais e ao aproveitamento de seus produtos. O estudo da agricultura não é abordado no curso de zootecnia.

As aulas de biologia e genética são a base da grade do curso superior de zootecnia. As disciplinas específicas com as quais os alunos mais têm contato são: nutrição animal, administração e gestão, ciência do solo e técnicas de manejo de rebanhos e criações. A partir do terceiro ano de curso as atividades práticas se tornam mais recentes.

Após graduado, o zootécnico pode começar a trabalhar com o cuidado da saúde de rebanhos junto aos profissionais de medicina veterinária. Além disso, o zootécnico também trabalha fazendo pesquisas para promover o melhoramento genético de raças e aumentar a produtividade dos rebanhos. Por fim, o zootécnico também pode atuar na melhoria da qualidade de rações e em indústrias de produtos alimentícios de origem animal.

Principais diferenças entre agronomia e zootecnia

Como foi possível notar com os tópicos anteriores, a principal diferença entre os dois cursos é que a zootecnia estuda pouquíssimo sobre a agricultura e os profissionais da área não podem atuar no manejo ambiental. Já a agronomia estuda um pouco sobre o que é abordado nas aulas de zootecnia. Além disso, o engenheiro agrônomo tem autoridade para atuar tanto na administração de negócios agropecuários quanto na produção agroindustrial.

No Brasil, a média salarial para engenheiros agrônomos é de R$ 4.878 e a média salarial de um zootécnico é de R$ 2.121. Embora a diferença salarial seja grande, o ideal é que você escolha o curso com a grade e atuação que você mais se identifica.

Se mesmo após este texto você ainda não sabe se quer cursar agronomia ou zootecnia, então continue pesquisando. Nós aconselhamos que você faça uma orientação vocacional para descobrir, de fato, qual é a carreira que faz seus olhos brilharem.

Você pretende entrar na faculdade? Está procurando por uma instituição de qualidade que forma bons profissionais? Então acesse o nosso site e conheça mais sobre a UNIFACIG.

You may also like
Pró-Reitor do UNIFACIG toma posse como Vice-Presidente de Registro do CRC-MG
Afinal, o que é um perfil empreendedor? Saiba mais aqui
COLABORADORES DO UNIFACIG RECEBEM TREINAMENTO SOBRE O G SUITE

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This