O que são bolsas remanescentes e como concorrer? Saiba aqui!

4 minutos para ler

Ingressar no Ensino Superior é o sonho de muitos estudantes, mas conseguir isso com a oportunidade de não pagar as mensalidades é melhor ainda, não é? Se você não foi selecionado na chamada regular do Prouni, temos uma boa notícia: ainda há chance de conseguir cursar uma graduação a partir das bolsas remanescentes.

O Prouni é uma iniciativa do Governo Federal com o Ministério da Educação, que disponibiliza bolsas de estudos para estudantes em faculdades e universidades privadas. Então, siga a leitura para entender o que são as bolsas remanescentes, como funciona e de que maneira se inscrever.

O que são bolsas remanescentes?

São vagas para bolsas de estudo que não foram preenchidas na chamada regular do processo seletivo do Programa Universidade para Todos (Prouni). Isso costuma ocorrer por desistência de candidatos pré-selecionados, perda de prazo para matrícula, não fechamento de turma ou pela falta de documentação que comprove dados exigidos, como renda e escolaridade.

Como funciona o preenchimento de bolsas do Prouni?

Para conseguir uma bolsa de estudos parcial (50%) ou total (100%), o aluno tem três chances no semestre. A primeira chamada seleciona os candidatos com maior nota no Enem conforme a quantidade de vagas disponibilizada por cada instituição de ensino.

Após o período de inscrições, as vagas restantes são preenchidas na segunda chamada regular. Se, ainda assim, o total de bolsas não forem distribuídas, o programa abre a lista de espera para as vagas remanescentes. Vale lembrar que os estudantes já matriculados em um curso também podem concorrer, garantindo o desconto ou pagamento total das mensalidades.

Quem pode concorrer às vagas e quais os critérios?

A seleção para as vagas remanescentes faz parte de um novo processo seletivo. Por isso, o candidato deve realizar nova inscrição. A escolha dos alunos segue a mesma lógica das chamadas regulares: as melhores notas do Enem se destacam. Para participar, o estudante tem que atender a alguns critérios, como:

  • não possuir diploma de Ensino Superior;
  • ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio a partir da edição de 2010;
  • ter obtido média das provas igual ou superior a 450 pontos e não zerar a redação;
  • para bolsas integrais, comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo, por pessoa;
  • para bolsas remanescentes, ter renda familiar bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

Além disso, precisa contemplar pelo menos um dos seguintes requisitos:

  • ter cursado Ensino Médio em escola pública ou privada na condição de bolsista integral;
  • ser pessoa com deficiência;
  • ser professor de escola pública, no exercício do magistério de Educação Básica e concorrer a bolsas de cursos de licenciatura.

Como concorrer a uma bolsa remanescente?

Para concorrer a uma bolsa de estudo remanescente, é necessário manifestar interesse, pois a inscrição não é feita de maneira automática. É importante ter atenção ao cronograma, de modo a não perder o prazo. O candidato que deseja se inscrever, deve acessar a página do Prouni no período estipulado, fazer a inscrição na lista de espera e acompanhar a resultado.

Como você viu, as bolsas remanescentes são uma oportunidade a mais para o estudante ingressar na faculdade. E como acreditamos em um futuro melhor para todos por meio da educação, oferecemos diversos meios de entrada em nossa universidade. A Unifacig conta com vestibular tradicional e agendado, aceita a nota do Enem, convênios, financiamento estudantil, tem parceria com o Prouni e oferece bolsas próprias com desconto.

Se você gostou deste conteúdo, continue acompanhando nossas novas publicações com dicas e novidades sobre educação. Basta se cadastrar em nossa newsletter.

Posts relacionados

Deixe um comentário