Vestibulando

Faculdades particulares: esqueça 7 mitos

Quase todo mundo sonha em entrar para a universidade e, com isso, surgem muitas dúvidas. Que curso devo fazer? Qual é a melhor faculdade para mim? Nesse momento, algumas pessoas se deparam com vários comentários a respeito das faculdades particulares, mas será que são todos verdadeiros?

Muitos não passam de equívocos e boatos, cultivados por quem não conhece esse tipo de instituição — que podem, sim, ser a melhor escolha para você! Para esclarecer o assunto, no post de hoje, apresentamos e desmistificamos os sete mitos mais comuns sobre as faculdades particulares. Vamos lá?

1. Os professores nem lembram seu nome

Muita gente acha que os professores das faculdades particulares encaram o aluno como se ele fosse “só mais um”. Isso é um grande equívoco! Como as turmas são menores, eles conseguem desenvolver um processo de ensino ainda melhor, conhecendo a fundo as necessidades da turma, as particularidades de cada aluno e como proceder diante disso.

2. O mercado de trabalho não valoriza os alunos

Em nosso atual mercado de trabalho extremamente competitivo, o que as empresas buscam são profissionais e perfis bem definidos, determinados, trabalhadores e competentes. Se você tiver o que a empresa procura, não é o fato de ter estudado em uma universidade privada que barrará sua contratação.

Além disso, muitas instituições particulares de ensino superior do Brasil são muito bem respeitadas e reconhecidas até mesmo internacionalmente pela qualidade de sua educação. Diante disso, os gestores de RH que realizam o processo seletivo não têm dúvidas de que as faculdades particulares podem construir ótimos profissionais.

3. Qualquer um consegue passar no vestibular

Este é um dos mitos mais comuns em relação às faculdades particulares, e circula há um bom tempo. Muitos acreditam que essas instituições se importam apenas com a quantidade de alunos que conquistam a cada semestre, e não com seu preparo para ingressar no ensino superior.

É importante lembrar que todas as faculdades, particulares ou públicas, passam por avaliações constantes do Ministério da Educação (MEC). Portanto, as universidades privadas precisam certificar-se de que seus alunos estão devidamente preparados, o que não ocorreria se o vestibular não fosse devidamente aplicado.

4. É difícil conseguir estágios

Diferentemente das faculdades públicas, as particulares têm turnos bem definidos, o que facilita para que o aluno consiga conciliar o estágio com os estudos. Além disso, as faculdades particulares contam com Centrais de Estágio, que também ajudam o aluno a conseguir um emprego.

5. A infraestrutura das faculdades particulares não é boa

Com o intuito de atrair os alunos e de se diferenciar em meio às outras instituições, as faculdades particulares costumam contar com uma excelente infraestrutura. Com equipamentos modernos, salas de aula confortáveis, laboratórios bem equipados e recursos multimídia, as faculdades particulares oferecem tudo de que o aluno necessita para aprender muito e aprimorar sua experiência de aprendizado.

6. Os professores não são qualificados

Muitas pessoas acreditam que os professores das faculdades particulares não são qualificados o suficiente para exercer a profissão. Trata-se de um grave equívoco! Qualquer professor universitário deve ser qualificado e mostrar interesse em continuar estudando ao longo da carreira, e a maioria das instituições exige especializações e, até mesmo, mestrado e doutorado.

7. A faculdade não se importa com os alunos

A ideia de que as faculdades particulares só se preocupam com a mensalidade paga pelos alunos aparece de novo no mito de que, para essas instituições, os estudantes significam apenas números. Entretanto, a realidade é bem diferente.

As universidades particulares tomam diversas atitudes para que o aluno consiga, de fato, aproveitar todo o curso. Um exemplo é a constante atualização da grade de matérias, feita para se adaptar às realidades do mercado de trabalho.

Esses mitos em relação às faculdades particulares atrapalham quem está à procura da melhor universidade para estudar. Mas, com a preocupação e valorização cada vez maior do aprendizado de seus alunos, tais mitos acabam se desvalorizando. Portanto, agora você já sabe que, na hora de escolher onde estudar, o importe é entrar em uma boa faculdade e fazer um curso que lhe traga satisfação pessoal e profissional.

E você, está pesquisando universidades? Já havia encontrado diretamente alguma dessas ideias equivocadas sobre faculdades particulares? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e entre para a conversa!

You may also like
Descubra quais são as vantagens dos vestibulares de meio de ano
Como escolher uma profissão: 5 dicas para acertar na escolha
Passo a passo: veja como entender a nota do Enem

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site