Manhuaçu tem noite histórica por direitos e pela diversidade de gênero

2 minutos para ler

A cidade de Manhuaçu recebeu na noite do dia 23 de abril, terça-feira, o XII Seminário da Educação para a Diversidade e Direitos Humanos, promovido pelo Centro Universitário Unifacig.  Mais de 400 pessoas estiveram no Coffee Valley para debater direitos, diferença e respeito. Este ano, o Seminário abordou a diversidade de gênero e os direitos da população LGBTQIAPN+.

A noite foi marcada pela profundidade e sensibilidade com que o tema foi retratado, a começar pela pioneira apresentação de arte drag na cidade de Manhuaçu, realizada pela reconhecida Ravell. Ravell ficou famosa ao ser a primeira drag queen a receber o título de cidadã benemérita da cidade de Juiz de Fora, além disso, participou com destaque do programa Queen Stars, da HBO MAX. Outro ponto alto foi o talk show conduzido pela Profa. Me. Suéllen Altão com o depoimento emocionante da artista Ravell, que lembrou sua infância e as dificuldades enfrentadas na trajetória como indivíduo, gay e artista.

O Doutor em ciências sociais, Hugo Felipe Quintela, apresentou e debateu as dificuldades da vivência e do cotidiano trans, desde o estigma, ao padrão social de gênero excludente, passando pelo trabalho e pela afetividade.  Simultaneamente, acontecia a palestra com o Dr. Marco José de Oliveira Duarte, que reconstruiu toda trajetória da lógica de gênero para pensar novas abordagens epistemológicas nas políticas públicas.

O Seminário contou com uma série de mostras culturais, iluminação especial, tecnologia para emocionar o público, como uma pomba que escapava da gaiola e se transformava na palavra respeito. O Unifacig demonstrou, mais uma vez, o seu compromisso com a transformação para uma sociedade mais plural, democrática e justa.

Posts relacionados

Deixe um comentário