O que faz o(a) Enfermeiro(a) de Centro Cirúrgico e Central de Material de Esterilização (CME)?

3 minutos para ler

No centro cirúrgico a atuação do enfermeiro é essencial para o bom desempenho do setor. Dentre suas várias atribuições, o intuito maior de suas ações é garantir que o paciente seja assistido de forma qualificada e segura. O enfermeiro desenvolve duas funções principais sendo elas a assistência e a gerência.

Na assistência de enfermagem no Centro Cirúrgico o enfermeiro presta o cuidado integral ao paciente, assumindo a responsabilidade de realizar todos cuidados necessários para o bem estar e a recuperação do paciente. É responsável pela abordagem pré-operatória, acolhe o paciente e avalia suas condições físicas e emocionais e começa a construir uma relação de confiança com paciente, identificando assim suas principais necessidades a serem atendidas. Estas atividades também podem ser delegadas a equipe de enfermagem a depender da demanda do setor.

No quesito gerencial o enfermeiro é responsável por gerenciar a equipe de enfermagem, garantindo a capacitação e promovendo o desenvolvimento da equipe, realiza a provisão e o controle de materiais e medicamentos do setor, é responsável por garantir o uso correto de todos os equipamentos e instrumentais, organizar as escalas mensais de toda a equipe além de coordenar e supervisionar as atividades assistenciais prestadas pela equipe de enfermagem.

Na Central de Materiais e Esterilização (CME) cabe aos enfermeiros responsáveis técnicos a participação, coordenação, execução, supervisão e avaliação de todas as etapas do processamento de produtos para saúde. A CME é conhecida como o coração do Hospital pois é o local em que ocorre o processamento, esterilização de todos os materiais e equipamentos que serão utilizados nos atendimentos. 

Durante esse semestre, os alunos do 10º período do Curso de Enfermagem do Centro Universitário UNIFACIG estão tendo a oportunidade de realizar o estágio no Bloco Cirúrgico e CME do Hospital César Leite do Município de Manhuaçu-MG, a parceria com a instituição é de grande valia para formação de nossos alunos reforça a coordenadora do Curso profa. Msc. Roberta Mendes von Randow.  

Como acadêmico, estar em campo praticando o que aprendemos durante a graduação é fundamental para nossa formação, pois assim, vivenciamos a realidade da profissão, fazendo toda diferença em nossa formação. Ter a oportunidade de estagiar e de conhecer a estrutura, a rotina, e a equipe do Centro Cirúrgico e da CME foi de grande valia e agregou uma gama de conhecimento para nós. O setor é muito dinâmico e os funcionários sempre estão atentos para que as atividades aconteçam da melhor forma. Não podemos deixar de citar a bagagem de ensinamentos que levaremos da preceptora Cíntia Lobato e dos funcionários que aliás nos acolheram muito bem. Enfim foi uma experiência muito proveitosa que contribuiu de forma significativa em nossa formação acadêmica.

Autoria: André Cristiam Barbosa Corrêa, Caio Alexsander Silva Oliveira, Gabriela Braz Emerick, Murilo Cortez Bastos, Raema Faria de Souza, Rafaela Xisto Arantes (acadêmicos do 10º período do Curso Enfermagem UNIFACIG), Marceli Schwenck Alves Silva e Cinthia Mara de Oliveira Lobato Schuengue (preceptoras do Estágio Curricular Atenção Hospitalar). 

Posts relacionados

Um comentário em “O que faz o(a) Enfermeiro(a) de Centro Cirúrgico e Central de Material de Esterilização (CME)?

  1. Assim, formamos nossos alunos. Com vivência real. Ao sucesso e parabéns a todos envolvidos, alunos e preceptores.

Deixe um comentário