Vestibulando

Passo a passo: veja como entender a nota do Enem

A nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) saiu, e você está com dúvidas de como ela funciona? Ao contrário dos vestibulares tradicionais, as provas organizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem um método um pouco mais complexo de cálculo.

Por isso, neste artigo você aprenderá a como entender a nota do Enem e como usar o resultado obtido para conseguir o acesso a uma vaga no ensino superior. Continue a leitura!

O que é o Enem?

O exame foi criado em 1998, com o objetivo de medir o conhecimento dos alunos após a conclusão do ensino médio e o nível da educação brasileira. Alguns anos depois, em 2009, passou a ser usado como vestibular unificado. Hoje, centenas de instituições de ensino aceitam o método como forma de ingresso, inclusive fora do Brasil.

O Enem avalia o aluno por meio de quatro provas diferentes: ciências da natureza, matemática, ciências humanas e linguagens, além da redação. Assim, o candidato recebe a nota de cada avaliação separadamente.

Como entender a nota do Enem?  

Nos vestibulares tradicionais, o cálculo da nota final é feito a partir da contabilização de erros e acertos do estudante. Neles, as questões têm um valor fixo. Já o Enem usa a metodologia conhecida como Teoria de Resposta ao Item (TRI).

De acordo com a TRI, o valor de cada uma das questões do Enem pode variar segundo o percentual de erros e acertos. Ou seja, aquele item em que os candidatos acertaram mais, é considerado fácil e, consequentemente, vale menos pontos.

A mesma lógica funciona para aquelas questões tidas como mais difíceis, isto é, que menos alunos acertaram. Desse modo, valem mais pontos e têm um peso maior na nota final. Isso explica o fato de, em alguns casos, estudantes com o mesmo número de questões corretas terem notas diferentes.

Além disso, há escala para a nota do Enem que também precisa ser entendida. A média obtida pelos candidatos é 500 e, quem tirar acima e quanto mais distante estiver desse valor, significa que o desempenho foi melhor. A mesma regra vale para as piores performances.

Veja as notas mínimas e máxima do Enem 2018. Lembre-se, no entanto, de que a nota máxima não é igual a 1000, mas sim a maior pontuação obtida pelos candidatos.  

Tipo de prova Nota mínima Nota máxima 
Linguagens 318,8 816,9
Ciências Humanas  387,2 850,4
Ciências da natureza 362,5 869,6
Matemática 360 996,1

Para que serve o Enem?

Além de ter a chance de ingressar em uma universidade pública, privada ou até mesmo estrangeira, o Enem permite ao estudante participar de diferentes programas de benefícios do Governo Federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Viu só como entender a nota do Enem não é um “bicho de sete cabeças”? Como explicado, as provas do Inep têm uma pontuação diferente das tradicionais e,por isso, com a liberação dos resultados, é importante fazer o cálculo para verificar seu desempenho no processo e começar a traçar o futuro!

Se você gostou deste conteúdo, fique por aqui! Neste outro post, apresentamos algumas dicas de como controlar a ansiedade durante o vestibular ou a prova do Enem!

You may also like
É possível fazer uma boa leitura dinâmica em provas e vestibulares?
3 dicas para saber se o curso de medicina é realmente para você
Como escolher a faculdade ideal para cursar Odontologia

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site