Simulação “Reanimação Neonatal em Sala de Parto” como estratégia de Educação Permanente para equipe de Enfermagem.

2 minutos para ler

O Estágio Supervisionado na sala de parto, maternidade, pediatria e UTIN, do Hospital César Leite, em Manhuaçu tem proporcionado experiências profissionais aos alunos do 10º Período de Enfermagem do Centro Universitário UNIFACIG.

O contato com a prática hospitalar possibilita que os estudantes relacionem o aprendizado teórico com a rotina da profissão.  Com base na experiência vividas pelas alunas do 2º grupo de estágio a preceptora Angélica da Silva Eugenio propôs a elaboração de um produto que pudesse ser oferecido aos profissionais e a instituição de modo a contribuir com o conhecimento, habilidades e competências. 

Foi realizada uma ação de Educação Permanente com a equipe da sala de parto do HCL, que teve como tema principal a “Reanimação Neonatal em Sala de Parto”. O treinamento foi elaborado com base no Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria, para recém-nascidos com idade gestacional maior ou igual a 34 semanas.

A estratégia utilizada para a ação de Educação Permanente com a equipe da sala de parto do HCL, foi a simulação.

A simulação apresenta importante papel, como estratégia para simular a realidade em cenário clínico, com o objetivo de demonstrar técnicas, ajudar na tomada de decisões e proporcionar a crítica das ações ocorridas no ambiente simulado. Portanto, uma boa atuação da equipe de enfermagem em uma parada cardiorrespiratória (RCP) em RN no Centro Obstétrico ou sala de parto é de extrema importância para uma assistência de enfermagem adequada e para que com êxito salvemos vidas. E o enfermeiro tem o papel importante como líder, educador e na garantia da segurança do paciente.  

Autoras: Raissa, Laviny, Eduarda, Joyce, Jhenifer,Ketellyn. 

Posts relacionados

Deixe um comentário