Você sabe o que faz um engenheiro de produção?

7 minutos para ler

Provavelmente, você já ouviu falar sobre o que acontece durante os cinco anos de graduação em Engenharia de Produção. Alguém já deve ter contado que o estudante dessa área tem sólida formação matemática e aprende matérias específicas, tais como Gestão da Produção, Ergonomia e Segurança do Trabalho e Projeto de Produto. Pois bem, mas e depois da faculdade, já contaram a você o que faz um engenheiro de produção?

Bom, a resposta é diversa. Isso porque o engenheiro de produção pode desempenhar diversas atividades que dizem respeito à gestão da cadeia de suprimentos e, até mesmo, à parte financeira. Atuando em fábricas, construtoras e hospitais, esse profissional tem atribuições muito dinâmicas quando trabalha para uma empresa.

Quer saber mais? Então, acompanhe este texto e conheça algumas das principais atribuições do engenheiro de produção!

Engenharia de Produção

Engenharia de Produção é a área que estuda o planejamento, a concepção, o controle e a otimização dos sistemas produtivos. Ela visa ao aprimoramento dos processos e sistemas complexos, aumentando a produtividade por meio da redução de custos excessivos ou desnecessários.

O profissional, então, é responsável por planejar, projetar e gerenciar todas as questões relacionadas ao processo produtivo: recursos humanos, insumos de produção, ferramentas tecnológicas, recursos financeiros e prováveis impactos ambientais. Todas essas habilidades são desenvolvidas durante a graduação por meio do estudo de Ciências Matemáticas, Físicas e Sociais, bem como em disciplinas mais específicas.

Sendo assim, a Engenharia de Produção pode ser aplicada em praticamente todas as atividades, embora seja mais utilizada na produção industrial de bens e serviços.

Grade curricular

O curso de Engenharia de Produção é oferecido apenas na modalidade de bacharelado e tem como objetivo o aprofundamento de conhecimentos técnicos, físicos e matemáticos.

Geralmente, ele se inicia com as matérias da área de Ciências Exatas, comuns para todas as engenharias. Após essa formação básica, o estudante passará a desenvolver as habilidades específicas de produção, gestão financeira, gestão de qualidade e pessoas.

Para que você tenha uma noção das disciplinas que são estudadas durante a graduação, fizemos uma lista com as principais matérias. Confira:

  • Contabilidade;

  • Física;

  • Administração;

  • Recursos Humanos;

  • Cálculo;

  • Gestão Ambiental;

  • Estatística e Probabilidade;

  • Mecânica;

  • Desenho Técnico;

  • Fenômenos de Transporte.

Vale ressaltar que o estudante também participará de diversas atividades práticas, como visitas técnicas, experimentos em laboratórios e desenvolvimento de projetos, por exemplo.

Duração do curso

De acordo com a portaria do Ministério da Educação — MEC — que regulariza o curso, os estudantes precisam passar por uma carga horária de 3.600 horas de aula para conseguir o diploma. Ou seja, são 5 anos de estudos para se tornar um engenheiro de produção.

Para se formar, o aluno também terá que cumprir — obrigatoriamente —, no mínimo, 160 horas de estágio e apresentar um trabalho de conclusão de curso. Portanto, se você quer ingressar nessa carreira, terá que enfrentar a ansiedade e encarar esse desafio. Com certeza, valerá a pena!

Áreas de atuação

As principais funções do engenheiro de produção são o planejamento da linha de produção, o controle de produtividade, a administração dos recursos humanos e o gerenciamento financeiro e logístico da empresa.

Você quer saber o que faz um engenheiro de produção? Para esclarecer essa dúvida, trouxemos uma lista com as principais funções. Acompanhe!

Gerenciamento financeiro

De um tempo para cá, as empresas têm contratado engenheiros de produção para gerenciar a parte financeira. Você pode achar que o motivo disso é a falta de administradores no mercado. Mas não é bem isso! É pelo fato de que os engenheiros batem um bolão quando o assunto é o caixa da empresa.

Essa notável capacidade se dá porque os engenheiros de produção aprendem na faculdade como desenvolver sistemas mais elaborados para melhorar o planejamento financeiro. Tendo uma visão em curto e longo prazo, eles conseguem elaborar análises mais acuradas dos custos e, efetivamente, não deixar faltar dinheiro no caixa.

Logística

Como fazer para que determinada mercadoria chegue a um certo destino de maneira mais rápida, segura e econômica? O engenheiro de produção sabe! Ele tem conhecimentos e é responsável por processos de logística de uma empresa. Ou seja, ele gerencia a questão de transporte, estoque e armazenamento de produtos em uma organização.

Para atender toda essa parte de logística, o profissional deve entender bem de gestão de custos e de cadeia de suprimentos, análise de transporte e distribuição física de produtos. Ele também tem que ter uma visão bastante global de todo o processo. É isso o que um engenheiro de produção faz para ser craque em logística.

Pesquisa operacional

Esse nome aparentemente difícil é uma das funções mais esperadas quando nós falamos sobre o que faz um engenheiro de produção. Isso porque a pesquisa operacional é extremamente importante para entender sistemas produtivos de uma empresa, oferecendo alternativas e melhor controle.

Por exemplo, vamos supor que uma corporação no setor de química precise instalar uma nova unidade em um local que apresenta diversos obstáculos: é preciso escoar água para áreas muito distantes e o lugar é muito quente para armazenar determinadas substâncias. Como fazer com que esses elementos sejam controlados para garantir o funcionamento da empresa?

Aí que entra a pesquisa operacional. Munido desse conhecimento, o engenheiro de produção vai elaborar modelos matemáticos processados computacionalmente que reúnam todas as variáveis para poder alcançar os objetivos da empresa. É criando esses modelos que se encontra o “pulo do gato” para fazer com que tudo funcione bem.

Mercado de trabalho

Por se tratar de um profissional com perfil multidisciplinar, o mercado disponibiliza vagas para engenheiros de produção em diferentes setores. Existem diversas oportunidades no setor siderúrgico, no alimentício, na construção civil e na agroindústria, por exemplo.

Engana-se quem pensa que o campo de atuação de produção se limita às indústrias. O mercado de trabalho para esses profissionais é bastante amplo, com muitas vagas disponíveis em lojas de varejo, empresas de telecomunicação, saúde, instituições financeiras, dentre outros.

Além disso, a Engenharia de Produção está entre as profissões mais bem remuneradas do país, com salário médio de R$ 7.312,00 por mês. Sem dúvida, o curso de Engenharia de Produção é uma excelente escolha!

Essas foram algumas áreas de atuação para que você tenha uma ideia do que faz um engenheiro de produção. É importante notar que, além de ser contratado para trabalhar para uma empresa, o engenheiro de produção pode cuidar do seu próprio negócio. Com as matérias de gestão que aprende na faculdade, esse profissional tem conhecimento inovador e suficiente para ser um grande empresário.

Agora que você já sabe o que faz um engenheiro de produção, que tal entrar em contato conosco para obter mais informações sobre o nosso curso?

Posts relacionados

Deixe um comentário