Curso de Psicologia UNIFACIG promove o X Seminário de Educação para Diversidade e Direitos Humanos

2 minutos para ler

O Centro Universitário Unifacig realizou no dia 12 de abril de 2022, o X Seminário de Educação para Diversidade e Direitos Humanos, cujo tema foi  Interseccionalidade: uma ferramenta político-epistemológica de (re)conhecimento e legitimidade da diversidade humana”.  

Nesta 10ª Edição do Seminário que envolveu os Cursos de Direito, Licenciaturas, Psicologia, Serviço Social e EAD UNIFACIG e demais cursos, trouxe um tema bastante importante que conduz na continuidade de debates sobre os Direitos Humanos onde os conhecimentos devem desenvolver uma visão crítica e reflexiva sobre representação social, no contexto das demandas atuais, desconstruir preconceitos e identificar os principais mecanismos para sua promoção e garantia, bem como conhecer a forma de sua utilização. 

A interseccionalidade é uma conceituação do problema que busca capturar as consequências estruturais e dinâmicas da interação entre dois ou mais eixos da subordinação. Ela trata especificamente da forma pela qual o racismo, o patriarcalismo, a opressão de classe e outros sistemas discriminatórios criam desigualdades básicas que estruturam as posições relativas de mulheres, raças, etnias, classes e outras. Além disso, a interseccionalidade trata da forma como ações e políticas específicas geram opressões que fluem ao longo de tais eixos, constituindo aspectos dinâmicos ou ativos do desempoderamento. (CRENSHAW, 2002, p.177)

Podemos considerar assim, uma categoria analítica relevante para pensarmos a questão da interseccionalidade no Brasil e os desafios para a adoção de interação estrutural em políticas públicas mais eficazes.

Posts relacionados

Deixe um comentário